segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Aves do IAC - Jundiaí

Na última sexta-feira (23 de dezembro), fomos ao Instituto Agronômico de Campinas - Centro de Engenharia e Automação, para um primeiro contato com a comunidade de aves local e conhecer o potencial de observação da área.
No período de 2 a 3 horas, foram registradas 48 espécies, e abaixo segue registro fotográfico de algumas delas:











tuim - foto: RenanAB


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Censo de Observação de Aves do Brasil

O Avistur, grupo formado por profissionais do ecoturismo ligados à observação de aves, se formou para promover iniciativas de incentivo à observação de aves no Brasil. Como primeira ação, estamos organizando o primeiro Censo de Observação de Aves do Brasil. Na primeira etapa, a pesquisa é direcionada aos observadores de aves brasileiros e, em breve, hotéis, pousadas, agências, operadoras e guias especialistas também serão pesquisados.


Censo de Observadores de Aves


O objetivo é conhecer melhor esta atividade, cujos praticantes se multiplicam dia a dia observando aves no jardim de casa, viajando, consumindo livros, viagens e diversos produtos relacionados, com o objetivo de fomentar investimentos tanto do setor público como privado.

Se você é um observador de aves, responda o questionário, acessando o link: http://www.surveygizmo.com/s3/746529/08b922ae2ca4


Divulgue, participe, vamos conhecer esta importante atividade sustentável no Brasil!

Para saber mais acesse: http://www.avistur.com.br/ e http://bonitobirdwatching.blogspot.com/2011/12/quantos-observadores-de-aves-voce.html.

Atenciosamente

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

PLANTAS QUE ATRAEM AVES

A observação de aves também pode ser feita em nossas próprias casas dentro da cidade, sem ir para a área rural ou alguma reserva florestal muito afastada.
Para isso muitas pessoas montam comedouros e bebedouros, colocando frutas, sementes e água para atrair as aves.
Ainda, para quem tem mais espaço no quintal, ou até em vasos e floreiras é possível cultivar plantas atrativas a fauna. Na arborização de ruas e praças, também pode se escolher as espécies levando em consideração sua função ecológica.
Pensando nisso, vamos desenvolver uma sequência de posts para apresentar algumas espécies de plantas que podem ser "utilizadas" com esta intenção.
A primeira que apresentaremos aqui é a Rapanea ferruginea, encontrada naturalmente em todo o Brasil e conhecida popularmente como capororoca, azeitona-do-mato e canela-azeitona entre outros.

Rapanea ferruginea

A época floração da Capororoca é nos meses de maio e junho, e sua frutificação ocorre de outubro a dezembro.
Nesta semana encontramos um indivíduo de Rapanea ferruginea sendo visitada por algumas espécies de aves:




Para mais informações, e comprar mudas desta planta, acesse os links a seguir: L1L2, L3L4, L5.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Atualização da Lista de Aves de Jundiaí

Neste post estamos disponibilizando uma nova lista de espécies de aves do nosso município.
A nossa primeira lista, publicada em novembro de 2010, contava com 297 espécies. Nesta nova versão chegamos a 313 espécies distribuídas em 62 famílias.
A lista foi atualizada conforme novos registros no WikiAves e uma nova lista encontrada na plataforma TÁXEUS.
A classificação, nomes científicos e vulgares estão seguindo a CBRO 2011.

A lista pode ser baixada clicando aqui.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

O amor está no AR...

Esta chegando o dia dos namorados e esse clima de romance por todos os lados me inspirou a falar um pouco das conquistas, relacionamentos e comportamentos reprodutivos das Aves.


As aves também tem os seus truques e estratégias para conquistar. Os truques podem envolver mudanças de cor, danças, cantos, etc. Uma conquista na espécie do Amblyornis macgregoriae me chamou a atenção.

Na época reprodutiva eles enfeitam o seu ninho com diversos ornamentos, como flores, frutos, sementes, pedaços de linha e constroem os seus ninhos com grandes telhados. Esses espaços construídos são utilizados apenas para o acasalamento, enquanto que seus filhotes são chocados em outros ninhos construídos pelas fêmeas.


As aves também possuem espécies monogâmicas, como é o caso das pombas e do marreco mandarim.


O marreco mandarim é uma ave monogâmica e é totalmente fiel, escolhendo mesmo que dentre muitas, uma fêmea para ficar para o resto da sua vida. Na antiga China existia a tradição de dar um casal de mandarim para os país da noiva quando se pedia a sua mão em casamento. Esse presente representava o juramento de respeito e fidelidade para com a noiva da mesma forma como faz o casal de mandarim. Quando uma pessoa chegava a casa de alguma família e se deparasse com 2 casais de mandarim significava que a família da casa possuía duas moças noivas ou casadas.

Assim, o marreco mandarim tornou-se o símbolo da fidelidade na China antiga. Bom dia dos namorados a todos!!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Dia do Observador de Aves - 28 de abril

O Centro de Estudos Ornitológicos propõe que se comemore o DIA DO OBSERVADOR DE AVES no dia 28 de abril.

imagem retirada de http://www.telegraph.co.uk

Um dos motivos da escolha da data, é por ser o dia em que Pero Vaz de Caminha fez as primeiras observações documentadas por escrito em território nacional.
Veja neste link a justificativa na integra para a escolha do dia.

Mais algumas dicas de observação clicando aqui.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Falcão-peregrino em Jundiaí

Um novo registro fotográfico inédito feito em Jundiaí foi publicado na revista Terra Da Gente no mês passado. Entramos em contato com o "fotógrafo" e publicamos aqui o seu depoimento:


"Representante comercial há mais de 25 anos, hoje atuo como síndico em um condomínio em Jundiai, onde no mês de Janeiro de 2011 pude observar que algo estranho ocorria junto a nossa área comum, pois amanhecia toda cheia com manchas brancas. Após algumas verificações junto as torres pudemos ver o falcão acomodado junto a uma soleira de janela de uma das coberturas.
No dia seguinte eu e meu zelador, entramos no apartamento da cobertura que se encontra vazio e conseguimos tirar varias fotos entre a sala em que nos encontrávamos e a janela fechada onde a ave até este momento adotou como seu refúgio.

Como sou um apaixonado pela natureza em geral pude relembrar quando morava no interior de SP, onde pássaros em geral (canário da terra, pintassilgo,sabia,pássaro preto e tantos outros) eram tão comum de serem vistos. Adoro ver aves em seu vôos livres e não trancafiados em gaiolas ou viveiros, tanto pode ser um falcão como um pequeno e indefeso pardal. Nada substituirá o cantor livre de um pássaro." - texto enviado por Luiz Carlos Padula


O falcão-peregrino (Falco peregrinus) é considerado um dos animais mais rápidos do mundo, atingindo a velocidade de 320 km/h e no Brasil é espécie migratória, voando para outras partes do continente para reproduzir.

sexta-feira, 11 de março de 2011

CNAA em Jundiaí

O GOAJ tem participado do CNAA Brasil desde o ano passado, quando realizamos o primeiro censo no Parque da Cidade em julho de 2010.
Neste ano demos continuidade ao trabalho, visitando o parque no dia 17 de fevereiro. Nossa participação é através de caminhada de cerca de 2.000 m pela margem da represa (Figura) contemplando parcialmente a represa e brejos próximo a pista de caminhada.

Detalhe do Caminho percorrido. (Imagem: GoogleEarth)

A contagem de espécies é restrita para aves aquáticas, tendo sido registrados 80 indivíduos divididos em 10 espécies (biguá, biguatinga, garça-moura, garça-branca-grande, socozinho, garça-branca-pequena, pé-vermelho, frango-d'água-comum, jaçanã e quero-quero).

garça-moura (Ardea cocoi) - Foto: RoqueRinco

Durante o censo registramos um total de 231 indivíduos, sendo 151 não considerados para o Censo Neotropical de Aves Aquáticas. Foram mais 28 espécies como sabiá-barranco, bigodinho e falcão-de-coleira.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

CNAA - Brasil

A coordenação do CNAA-Brasil convida todos os voluntários a participar do Censo Neotropical de Aves Aquáticas-Fevereiro a ser realizado entre os dias 05 a 20 de fevereiro, nas diversas zonas úmidas nos diferentes biomas brasileiros. Esta iniciativa é parte do programa coordenado pela Wetlands International em escala continental (CNAA). Os censos ajudam a melhorar o conhecimento sobre as 150 espécies que habitam as zonas úmidas do Brasil.


Garças, cisnes e aves praieiras são algumas das aves aquáticas que poderão ser observadas com a colaboração voluntária de profissionais, conservacionistas, ornitólogos e todos que considerem uma boa oportunidade para comprometer-se com esta iniciativa.
Aqueles interessados em participar do CNAA-Brasil, em nível nacional, receberão informação precisa sobre as áreas do censo disponíveis e poderão solicitar as planilhas correspondentes enviando mensagem: cnaabrasil@gmail.com

Maiores informações de como participar clique aqui, ou entre em contato com Gislaine Disconzi, coordenadora nacional.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Fotos Jardim Botânico, Jundiaí

Na sexta-feira, dia 10 de dezembro de 2010 fomos (Renan e Roberto Gallacci) visitar o Jardim Botânico de Jundiaí para observar e fotografar as aves.
Seguem algumas fotos da visita.


O sanhaçu-do-coqueiro, teve seu nome científico alterado na última edição (18/10/2010) da Listas Das Aves do Brasil, do CBRO, passando agora a fazer parte do gênero Tangara.